23/05/09

Folhas Secas


Se viver fosse fácil, não teríamos tantas dores e problemas espalhados em todos os cantos do planeta.
A dor visita cada uma das pessoas com tarefas que, ás vezes e à primeira vista, parecem injustas demais, mas que acabam sendo necessárias para o amadurecimento do ser humano.
Problemas são como as folhas de uma árvore imensa que sempre vão cair, de uma maneira ou de outra, num ciclo sem fim. O que muda é a forma como recolhemos essas folhas, ou como tratamos os problemas, pois muitas vezes deixamos as folhas acumularem-se pelo chão sem dar importância devida ao monte que se vai formando e quando olhamos com atenção, as folhas já tomaram conta do chão, dos cantos, das frestas e até dos quintais vizinhos.
Junte as folhas diáriamente, agarre os problemas e resolva-os, removendo o que não serve mais, separando o que é importante do que não é.
Folhas muito secas podem ser queimadas rapidamente, assim como os problemas pequenos aos quais muitas vezes damos importância demais, acumulando-os, sem ao menos pensar numa solução, paralisados pelo medo.
Não espere o Outono chegar e derrubar as folhas todas de uma vez.
Mantenha o jardim da sua vida sempre limpo, cultive flores, regue com bom humor, espalhe as sementes por todos os jardins e receba da própria natureza os lucros da sua dedicação: cheiro de terra molhada, cores e perfumes das flores, frutos que alimentam e paz que preenche o espírito.
Problemas são folhas de árvores. Você é o jardineiro e o semeador da vida e a vida pede cuidados diários.


Enviram-me há algum tempo este texto. Gostei tanto de o ler que o publiquei aqui no meu blog. Na realidade desconhecia o autor. Gentilmente, o autor identificou-se. Ele é Paulo Roberto Gaefke. Obrigada por esse gesto e por este texto magnífico.

Sem comentários: